domingo, 27 de março de 2016

Novembro Online - Aline Sant'Ana - Editora Charme

Livro: Novembro Online
Autora: Aline Sant’Ana
Editora: Charme
Casal: Blair e Chase

Sinopse: Chase Wilmington é um escritor famoso, reconhecido mundialmente por seus livros de literatura fantástica. Entretanto, seus melhores amigos, também escritores, bolam um desafio no qual eles devem sair de suas zonas de conforto e escreverem algo que não estão acostumados. 
Por sorte ou azar, Chase é jogado em um universo totalmente desconhecido, o do romance erótico. 
Tentado a vencer o desafio, Chase cria um perfil fake no Facebook para entrar em grupos de romance e sondar o que as leitoras gostam e também buscar dicas de livros como fonte de pesquisa. 
E é nesse momento que ele conhece a escritora independente Blair Howard. 
Chase e Blair mostrarão que o amor pode acontecer independente da presença física e, por mais que existam dúvidas sobre a existência desse sentimento, fica a prova de que ele é capaz de vencer barreiras, principalmente aquelas impostas por nós mesmos.

Impressão do Leitor

Gente, nem sei mais o que dizer sobre essa série da Aline Sant’Ana, cada conto só corrobora o que eu já havia constatado desde o primeiro livro, como ela é uma autora talentosa, criativa e versátil. Só o fato de encarar esse desafio de escrever um conto para ser lançado a cada mês, com personagens tão distintos, histórias tão diversas, já confirma este meu ponto de vista. Ao longo da série, que está no penúltimo título, fui sedimentando a minha admiração por essa autora.
Novembro Online, é um conto completamente diferente de tudo que eu já li. A história já começa de uma maneira muito interessante, com autores bem reconhecidos pelos seus trabalhos e gêneros literários, submetendo-se a desafios anuais para saírem de suas zonas de conforto, e, invariavelmente, esses desafios transformam-se em best-sellers. Contudo, esse desafio em particular, é uma promessa de uma imensa aventura, tão imensa que Chase não podia sequer imaginar.
O impacto pelo gênero sorteado foi tão grande, que ele pensou em desistir, mas no fim, aceitou esse desafio, mesmo sendo algo tão distinto daquilo que estava acostumado a escrever... É a partir dessa resposta positiva, que sua vida começa a mudar...
Chase, um escritor muito bem sucedido de literatura fantástica, que, aos 30 anos já consegue viver da sua paixão, sendo reconhecido mundialmente. Se na esfera profissional ele é um sucesso, em contrapartida, na esfera pessoal... Nunca envolveu-se em nenhum relacionamento sério, um pegador nato e o sucesso favoreceu ainda mais essa sua fama. Não que precisasse disso, já que é dotado de incrível beleza.

“Com trinta anos de idade, uma casa relativamente grande e, Mal, meu cachorro, posso dizer que sou feliz. Vivo do que amo, faço o que gosto e me sustento com meu hobby. Tenho as mulheres que quero e noites de prazer infinitas...” (Chase)
“Eu não gostava de romance, eu não gostava de amor, a única coisa que curtia era ficar recluso no meu escritório...” (Chase).

Resolve levar a sério sua pesquisa acerca do gênero que deverá escrever e envolve-se em grupos de leituras no mundo virtual, onde conhece Blair, uma escritora independente, que, ama o que faz, mas ainda não teve a chance de ter seus títulos publicados por uma grande editora. Ao longo de seus 29 anos, é uma mulher muito romântica, cheia de amor para oferecer, mas sem muita sorte nessa área. Dedica-se a escrever romance e a realizar sonhos. E é em função disso que os caminhos de Blair e Chase se cruzam...
Protegidos pela virtualidade, começam a discutir sobre a escrita de um gênero tão difundido mundialmente, mas que, para Chase, é tão cheio de bloqueios. Blair ensina Chase muito mais que escrever um romance; ensina o significado do amor, o ensina a amar na sua forma mais pura, sem prender-se a estereótipos, a amar o que cada um é e representa ao outro.

“Vou te ajudar a enxergar o amor, Sr. Malvado Favorito: imagine um sentimento forte que transpassa a razão. Algo que não te permita pensar com coerência e muito menos agir com coesão. Você perde o chão, a respiração e, se bobear, o coração. É um sentimento que te puxa até a outra pessoa, uma atração magnética”. (Blair)
“Para mim você é linda, independente de como se pareça” (Chase)

Essa relação é construída de uma forma tão improvável, que nos causa um fascínio tão grande, que me peguei torcendo, vibrando, e quase gritando aos personagens que aquilo tinha que extrapolar as barreiras do virtual. Foram descobrindo que, apesar das diferenças nas construções literárias, haviam muitas semelhanças pessoais, o que os aproximou ainda mais.
Foi tão lindo de ver Chase rompendo suas barreiras e derrubando suas máscaras de maneira tão gradativa, que, quando se deu conta, já havia sido arrebatado por um sentimento tão puro e verdadeiro, que nunca havia se permitido sentir. A barreira virtual permitiu que ambos expusessem seus corações sem amarras, que se concretizou no primeiro contato do casal, e que contato!! Cada detalhe desse livro me cativou e me trouxe lindas lições (um superpoder da Aline, a maga das palavras).

“Continuei a ler, sentindo algo no meu coração, a alma de escritor amolecendo a cada linha. Passei um tempo com Greg e Olívia, eles eram obra da imaginação de Blair e, instintivamente, se tornaram especiais para mim...” (Chase).

Aline discute tão sabiamente sobre o amor, sobre o romance, sobre o preconceito, sobre a imprevisibilidade; quando nos mostra que podemos encontrar o amor quando menos esperamos, onde menos esperamos. E aquele epílogo?! Não vou comentar muito para não soltar nenhum spoiler, mas com certeza está na minha toplist!!!

“Aprendi a amar escrevendo sobre o amor. Mas o mais importante: aprendi a amar a mulher que me ensinou a respeito desse sentimento”. (Chase).

Por se tratar de um romance entre dois escritores, podemos ver um pouco do processe criativo de cada um, o que é caro para cada um quando iniciam a construção de um livro, o processo de pesquisa... Mas vou mais além, senti embutido nos personagens, um pouco do processo criativo da Aline, e mesmo que seja uma falsa impressão, isso me encantou de tal maneira, que me fez viajar e lembrar de todos os livros que já li dessa incrível autora e me emocionou intensamente, revivi cada personagem dela, imaginando como tudo foi se construindo, em especial, essa série que amo muito e que para mim, foi um divisor de águas, já que foi a partir de Março de Promessas que senti vontade de expressar minhas impressões e sentimentos acerca de cada livro que me marca. Já sinto um vazio no coração, pois sei que essa série está chegando ao fim.


“Palavras não seriam suficientes, afinal, a melhor maneira de amar está em poder demonstrar em gestos aquilo que diz o coração” (Chase).

Inspiração - Gisele Souza - Editora Charme

Livro: Inspiração
Autora: Gisele Souza
Editora: Charme
Casal: Layla e Bruno
Palavras que resumem: intensidade, força, amor, redenção, entrega, perdas, música, cumplicidade, proteção

Sinopse: “A música nos envolvia numa sensualidade alucinante.”
Para Layla Bonatti, não havia pessoa mais importante do que o seu irmão, Lucas. Criá-lo desde pequeno cobrou seu preço e seus próprios sonhos foram anulados, exceto um: a música, paixão que cultivava desde que era uma menina. 
Cantar no bar era o seu único prazer, em suas apresentações deixava transparecer todos os seus sentimentos. Desta forma, encontrou a recompensa tão sonhada: ser amada e valorizada, seus anseios mais secretos. 
Porém, o fantasma da perda ainda rondava o seu coração. 
Layla será capaz de esquecer toda a dor e finalmente abrir o seu coração para um intenso romance?

Impressão do Leitor

A primeira vez que li esse livro ainda nem pensava em escrever minhas impressões literárias, que por sinal ainda é bem recente. Li Inspiração pela primeira vez ainda em formato digital, assim como todos os livros da série. Foi com esse livro que conheci a escrita da Gisele e me encantei, foi amor a primeira leitura. O bom de reler um livro é que você percebe nuances que não havia atentado anteriormente, considerando que os momentos em que as leituras se encerraram são bem distintos; você já tem outras influências, vive outras contingências, experencia outros momentos emocionais em sua vida.
Mas vamos falar de amor... O amor desse casal é Inspirador...
A Layla é uma mulher muito forte. Apesar de jovem em idade, é uma mulher muito experiente em função das contingências as quais foi exposta. Um passado de grandes perdas a forçou um amadurecimento precoce e a dotou de grande responsabilidade, onde, em muitos momentos, abdicou de sonhos e acabou anulando-se como mulher. Com isso, construiu uma barreira quase instransponível para o amor. Parte disso foi para dedicar-se ao seu grande amor, seu irmão Lucas. Essa relação entre os dois, é um capítulo a parte no livro, mesmo com tanta dificuldade, tanto sofrimento, os dois construíram um amor fraterno tão lindo, tão intenso e tão forte, que todos sentimos vontade de ter um pouco disso em nossas vidas.
Muito dessa necessidade de se esconder do amor, dá-se, na minha opinião pelo grande histórico de perdas e de não ter se permitido sentir essas perdas, guardando-as no mais profundo espaço de seu coração devido a toda responsabilidade que caiu em seu colo; na verdade, era mais um comportamento de fuga/esquiva e com isso, ela vivia pela metade. Contudo, em nenhum momento transformou-se em uma pessoa poliqueixosa, pelo contrário, usou desse sofrimento para tirar forças para sobreviver. E usou outra grande paixão para lidar com seus sentimentos, aprendeu a manifesta-los através das músicas que cantava.... Todas tinham significado importante em sua vida, condizente aos momentos que vivia. Sublimava esse sentimento através dessa grande paixão.

“Sempre me mantive forte e na linha. Não gostava de sentir demais...” (Layla)
“Nunca dei margem para ninguém mais se aproximar, sempre fomos só nós dois. Às vezes era um pouco solitário, contudo, mais seguro”. (Layla)

Já Bruno é um grande médico e apesar de muito jovem, já alcançou um grande espaço na medicina, e com isso muito respeito dos seus colegas. Assume o juramento médico como direcionador de sua carreira, o que traduz todo seu sentimento e dedicação na sua escolha profissional; exercia a medicina por amor.

“Minha retribuição consistia em salva uma vida e fazer o bem” (Bruno).

Muito bem-sucedido na sua profissão, não se pode dizer o mesmo em seus relacionamentos.... É o verdadeiro exemplar de um garanhão, que não quer se prender a ninguém, muito em função do medo de perder sua liberdade.

“Para isso acontecer, meu amigo, só se for um anjo enviado por Deus...” (Bruno)

E os anjos disseram amém... O destino não se conformava com essas barreiras que ambos construíram e logo deu um jeito de juntar essas almas predestinadas. Um encontro que gerou um encantamento mútuo, mas, junto com esse sentimento, veio a necessidade de proteger-se, especialmente em Layla. E surgiram faíscas... Layla, mesmo tendo o desejo desperto, não se entregou a Bruno, gerando nele uma curiosidade ainda maior, tornando-se determinado em conquista-la, confundindo essa determinação com uma pretensão exagerada e excesso de autoconfiança.

“Eu tenho um pequeno problema. Quando eu quero uma mulher, eu a tenho. Não importa quanto tempo demore, e, enquanto você estava naquele palco, tão linda, decidi que você vai ser minha” (Bruno).

Contudo, para Layla, isso não era determinante, ao mesmo tempo que o desejo e o encantamento que sentiu por Bruno fosse avassalador e alarmante pela intensidade, o comportamento dele disparou um alerta de autoproteção, fazendo demonstrar uma falsa repulsa que instigou o instinto de caçador de Bruno. Esse primeiro encontro deixa uma promessa tácita de muita intensidade, desejo carnal, e, quem sabe, um tórrido e irresistível caso de amor!
Layla despertou em Bruno um lado que estava latente, que ele lutava ardorosamente para manter adormecido; uma relação que começou por causa de um desejo intenso, foi derrubando cada barreira erguida em seu coração. Com Layla não foi diferente, a intensidade do que viviam, foi derrubando, tijolo por tijolo desse muro supostamente instransponível. Juntos podiam ser eles mesmos, se explorar sem amarras, com uma atitude de entrega consciente, natural, um poder tão incrível... O poder do amor.... Foi tão arrebatador, que, mesmo em tão pouco tempo, parecia que se conheciam há uma eternidade tamanha a conexão estabelecida.

“Ela era diferente. Apesar de ser quase uma completa estranha, sentia uma energia que nos ligava, era como se a conhecesse há anos” (Bruno).

            Muitos sentimentos contraditórios surgiram, diante da intensidade e velocidade dos acontecimentos, medo e desejo duelavam... Medo de entregar-se a algo mais profundo. Só que o relacionamento para ambos foi libertador... Layla permitiu-se mostrar-se multifacetada, características antes incipientes ou até mesmo desconhecidas se manifestaram naturalmente; permitiu-se ser mulher, percebeu-se ousada, doce, descobriu os prazeres de ser cuidada. Ao longo do livro, vemos um amor avassalador ser construído de maneira quase instantânea, sem ser piegas. Vemos na verdade, mesmo com tantos jogos de sedução, resistência e provocações, o encontro de almas predestinadas. Eles são tão intensos, lindos e apaixonados, que nos envolvem nesse romance tórrido e ao mesmo tempo, tenro.

Posso dizer que esse livro me Inspirou e motivou de duas maneiras diferentes nos dois momentos da leitura, mas igualmente intensas. Em cada momento, coisas diversas me marcaram. Na primeira vez, a história de amor do casal ficou em primeiro plano, o amor de entrega, o amor carnal, o amor fraterno, o amor amigo.... Enfim, o amor. No segundo momento, fiquei muito sob controle do enfretamento de medos, de escolhas necessárias. Escolher significa abdicar de algo, que pode trazer muito sofrimento, mas que pode ser muito natural e reforçador. Escolher pode significar perdas, mas pode significar começos ou recomeços. Depende de como lidamos e enfrentamos essas situações. Gisele foi capaz de me fazer refletir sobre o quanto nossos medos podem ser irracionais, que precisamos enfrenta-los de qualquer jeito; me fez entender que vivemos pela metade se nos prendemos em analisar demais as situações e temer demais nossas escolhas; me fez compreender que devemos sim, viver intensamente e sem medos que nos paralisem.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Parceira de Sucesso!

Gisele e Editora Charme, parceria que deu certo!! Mais um contrato firmado! Com certeza muita coisa boa vem por aí!

Livro Pecaminoso!

Amo esse livro!! Quem não leu, não perde tempo e corre para conhecer esses personagens incríveis da Gisele Souza! Publicado pela Editora Charme!

sábado, 12 de março de 2016

Tarde de Autógrafos da Aline Sant'Ana

Bom diaaaaaa! É amanhã! Tá chegando o momento da tão desejada e sonhada tarde de autógrafos da nossa Aline Sant'Ana! A Editora Charme e a Saraiva deixaram o espaço lindo demais, digno da Aline e do Carter! 

Não percam, dia 13/03, às 15:00, na Saraiva do Shopping Rio Sul no Rio de Janeiro. Cheguem cedo, pois serão entregues lindos mimos para os 15 primeiros a chegarem!!

Sucesso, Line!


terça-feira, 8 de março de 2016

Feliz dia da mulher!!

https://www.facebook.com/editoracharme/posts/983645985057258:0



Pessoal, não percam essa promoção incrível que somente essa Editora Charmosa nos proporciona. Já garanti 4!!! Corram, é somente hoje!

segunda-feira, 7 de março de 2016

Editora charme

Nossa querida Editora Charme preparando surpresas para o Dia Internacional da Mulher


sábado, 5 de março de 2016

Outubro Destemido - Aline Sant'Ana - Editora Charme

Livro: Outubro Destemido
Autora: Aline Sant’Ana
Editora: Charme
Casal: Ethan e Melissa (Mel)
Palavras que resumem: esperança, romântico, orgulho, entrega, conexão.
Sinopse: Melissa Lewis tem um sonho: ser uma automobilista profissional. No entanto, vivendo da maneira que vive, com uma condição financeira complicada, um carro despreparado para grandes eventos e sem patrocínio, reconhece logo que é impossível. 
Dessa forma, a única maneira de fazer o que gosta é correr clandestinamente nas ruas escuras de Londres. 
Em uma dessas corridas, Melissa encontra Ethan Dowich, um homem de beleza incomparável. A atração entre os dois é inevitável e Mel aceita sair para jantar. 
Ethan e Melissa entram em um relacionamento bonito, apesar de ser ditado por diferenças extremas nas classes sociais. Isso não os atrapalha ao longo de um ano, não quando Melissa faz Ethan prometer que jamais se intrometeria em sua vida. 
Mas o que aconteceria se ele quebrasse essa promessa, e desse um passo em direção à realização do sonho de Mel? 
Outubro Destemido nos mostra que devemos compartilhar nossos sonhos e acreditar neles, independente de todos os empecilhos e dificuldades que possamos encontrar. A coragem deve ser a base, mas, antes de tudo, é necessário aprender a se amar e a ter fé em si mesmo.

 Impressão do Leitor
Que eu sou fã incondicional da série de Janeiro a Janeiro não há dúvidas... Que eu sou fã da escrita da Aline, muito menos! Mas mesmo assim, mesmo conhecendo a capacidade criativa da Aline, ainda consigo me surpreender, me encantar, me envolver e me emocionar, em grande escala!
O que é Outubro Destemido para mim? Não sei mensurar o quanto me apaixonei por mais esse conto da série... Como me emocionei, como chorei...
O Conto já começa com uma frase que mexeu comigo, uma simples frase despertou meu coração e deixou-me em estado de alerta, aguardando o que estava por vir, preparando meu coração para fortes emoções.

“Você sabe o que é o encanto? É ouvir o sim como resposta sem ter perguntado nada”. (Albert Camus).

Um conto que já começa com o encantamento entre um casal, com uma conexão apenas em um primeiro olhar, em um primeiro encontro, que vem com promessas veladas e  ao mesmo tempo, explícitas de um amor arrebatador e que nos envolve do início ao fim, que nos encanta e nos faz torcer enlouquecidamente pela felicidade do casal!!

Ethan me pareceu um homem extremamente bonito, de grande coração, que, devido a um passado de sofrimento em relacionamentos, fechou-se para novas experiências, tornando-se, como posso inferir, um tanto quanto inseguro nesse quesito. Era sincero, e na sua aparente falta de jeito em abordar as mulheres, era encantador e transparente.

Contudo, tinha Mel em seu caminho, uma mulher aventureira, que respira e transpira adrenalina; que mais parecia uma fortaleza, mas que veladamente escondia sua fragilidade, seus medos diante dos preconceitos sofridos por sua escolha nada convencional, fatores que tornaram-na uma pessoa orgulhosa, determinada a conseguir as coisas por seus próprios méritos. Uma mulher destemida, que sabe o que quer. Um tanto fechada às possibilidades de relacionamento, mas, tinha Ethan no seu caminho...

“Preferia qualquer coisa que tivesse rodas a brincar com bonecas” (Mel)
“Em minhas veias, corria gasolina, assim como meu coração vibrava no ritmo do acelerador no segundo em que dava a partida” (Mel)

Esses caminhos cruzados, fizeram com que Ethan se encantasse por Mel logo num primeiro olhar, num primeiro drifting. Será que Ethan teria coragem de abordá-la? Será que Mel cederia a essa abordagem? Claro que aqui o coração já batia em ritmo frenético, aguardando as cenas dos próximos capítulos.

“Essa garota, com certeza, para virar o volante daquela maneira e exibir manobras insanas de drifting, tinha mais coragem e talento do que muitos corredores profissionais” (Ethan).

Ao primeiro contato dos dois, já percebi uma grande conexão, pois tinham o mesmo espírito aventureiro. Conseguiram estabelecer uma conversa bem-humorada e cheia de promessas subliminares. A abordagem do Ethan à Mel, provocou um sorriso bobo em meu rosto, que insistia em permanecer ao longo do conto, quase me causando câimbras, devido tanta fofura... Mas esse sorriso durou somente até um certo momento...

As dificuldades começam a surgir, apesar de tanto amor, de tanta conexão carnal; mesmo com algumas semelhanças, haviam diferenças que poderiam tornar-se grandes obstáculos ao relacionamento dos dois. Contudo, havia algo maior entre eles, que aparentemente, nem eles mesmo pareciam reconhecer no início; talvez somente o Ethan!

“Ele parecia tudo o que eu não precisava...” (Mel).
“Ethan era literalmente o meu oposto...” (Mel)
“Ser quem eu sou não impede nada entre nós...” (Ethan).

O amor entre eles precisou ser mais forte que quaisquer barreiras que se interpuseram nessa pista que do relacionamento deles. E preciso desabafar, não foi uma simples barreira...

“A vida tem caminhos tortos até chegar à estrada certa...” (Ethan).

A série de Janeiro a Janeiro sempre me ensina muito, mas esse conto em especial, me ensinou e tocou bastante. Ele ensina a reencontrar, a reaprender; ensina a autodescoberta e a descoberta do outro. É uma história incrível, mesmo com eventos marcantes que deram uma guinada na vida dos personagens. Uma história cheia de sonhos que se realizaram, e de sonhos ainda a realizar-se, esperando a oportunidade certa para concretizar-se.

É uma história em que podemos observar diferentes fases, do encantamento, do amor, da dor, da superação. É uma história onde o amor ensina, faz renascer, dar frutos, engrandece e amadurece; onde o amor prospera, o amor salva! Esse conto nos dá uma lição de vida incrível, deixa uma linda mensagem sobre esperança, sobre perseverar para sempre acreditar que somos capazes de nos superar!

“De sonhos realizados, coração cheio e um amor para a vida toda, senti-me destemido.
A vida podia colocar na minha frente as curvas mais acentuadas, os obstáculos mais impossíveis e as provas mais difíceis de serem concluídas.
No entanto, na nossa corrida, o amor sempre sairia vencedor” (Ethan).


Video para a Aline Sant'Ana

https://www.facebook.com/impressaodoleitor/


Vejam que vídeo lindo que a Liv Vieira fez para a Aline! Ela merece todo esse sucesso e reconhecimento! É uma pessoa linda, por dentro e por fora! 
Todos os fãs agradecem.a editora charme por acreditar no sonho da Aline e realizar o nosso, que é ter o livro dela nas nossas mãos! 

Parabéns pelo vídeo, Liv!
Parabéns por tudo, Aline!

sexta-feira, 4 de março de 2016

7 Dias com Você - Aline Sant'Ana - Editora Charme

Livro: 7 Dias com Você
Autora: Aline Sant’Ana
Editora: Charme
Casal: Carter e Erin
Palavras que resumem: intenso, romântico, sensual, sedução, entrega, conexão.
Sinopse: Em seu aniversário de vinte e sete anos, Carter McDevitt, o vocalista da banda The M's, vai ganhar o presente mais inesperado possível.
Seus dois melhores amigos e parceiros da banda, Zane e Yan, o colocam em um cruzeiro com o objetivo de fazê-lo esquecer totalmente a ex-mulher que, além de arrasar seu coração, levou metade dos seus bens embora.
Bem, o que o vocalista não espera é que nesse local serão realizadas estranhas fantasias, além de encontrar um fantasma do seu passado.

Impressão do Leitor
Esse livro foi muito aguardado por mim, de forma tão intensa, que quase não continha minha ansiedade. Confesso que criei muita expectativa para conhecer esse casal, essa história, ainda por cima por saber (e não ter acompanhado) que já havia sido escrita uma outra versão, pela Aline no Wattpad. Mas... o que posso dizer? É possível afirmar categoricamente que, esse título, superou todas as minhas expectativas.

Ouvi um comentário que existem aspectos que podem ser clichê no livro. Discordo enfaticamente. Na minha opinião, 7 Dias com Você não tem nada de clichê. Desde a escolha do casal, como o local onde se passa o romance, as circunstâncias em que se conheceram, a forma como se conectaram... Enfim, tudo muito distante de um clichê.

Preciso então,tlivromoço em ns revelações ta deixei levar pela batida e pela letra, soube de uma forma bem dolorosa que eu ntos inerentes o falar um pouco desse casal que me conquistou, ganhou um grande espaço no meu coração. Carter é vocalista de uma banda de grande sucesso, a The M’s, formada por grandes amigos. Ele, em um primeiro momento, pode aparentar ser o estereótipo do roqueiro bad boy, extremamente mulherengo... contudo Carter é o oposto disso tudo; muito sensível, sensibilidade esta extravasada através das suas composições. Fiel, protetor, amigo, incrivelmente romântico (a sua maneira) e extremamente sedutor. Além disso, descobriu-se muito paciente. É devotado à sua carreira, não pelo dinheiro e fama, mas pelo prazer de estar no palco, de compor e cantar, pelo amor a música, às suas fãs. Tão intenso na forma de pensar sobre sua vida, em muitos momentos tão reflexivo, sem tornar-se careta e enfadonho.

“Então, quando fechei meus olhos e me deixei levar pela batida e pela letra, soube de uma forma bem dolorosa que eu não vivi o suficiente...” (Carter).

A Erin é uma mulher muito bem resolvida financeiramente e na sua carreira, apesar dessa independência nesse campo de sua vida, mostra-se muito insegura nas suas relações, muito em função do seu passado de dificuldade parental e também de decisões altruístas no amor e amizade (quem ler entenderá). É uma pessoa que se envolve emocionalmente com muita facilidade, o que acaba gerando um comportamento de fuga/esquiva em muitos momentos, como forma de proteção às situações aversivas.

O encontro acontece em um cruzeiro, digamos, bem peculiar, que, sem um empurrão do destino, talvez esse romance não fosse tão predestinado. As condições do cruzeiro, das atividades oferecidas, favoreciam e criavam toda uma atmosfera de mistério e sedução. A magia que estava presente no primeiro encontro, carregando toda essa aura sedutora, favoreceu uma atração mútua e instantânea, que provocou o desejo de ambos em mantê-la inquebrantável, talvez até como uma forma de proteger-se de sentimentos mais profundos.

“Ele conseguia conquistar com apenas um olhar e o seu sorriso era capaz de derreter até a mais firme das muralhas” (Erin).

Após essa conexão imediata, parece haver uma luta interna por parte da Erin, principalmente, entre entregar-se ao momento, mesmo correndo os riscos inerentes ou perder aquela conexão para proteger-se de algo mais intenso.

A minha impressão é que Carter procurava algo exclusivo e único nesse momento, mesmo que não se atentasse de forma consciente, ou que talvez não achasse possível acontecer.
tentasseão achasse possível de
“Eu ainda não encontrei a espécie de amor que dói e acalenta, o fogo que cresce sobre a pele da gente e se torna eterno” (Carter).

Envolveram-se, guiados pela atmosfera sedutora criada por ambos, em um clima de conquista e quase se permitiram ceder ao desejo instantaneamente. Contudo, havia quase um acordo tácito em aproveitar tudo aquilo que os invadiam.

“Era forte e impensável de tão magnífico e surpreendente...” (Carter).
“Essa mulher seria minha perdição” (Carter).

Ao longo do livro, vamos assistindo a construção e solidificação de um amor, que apesar das circunstâncias, vai se fortalecendo. Apesar de encontrar grandes obstáculos, reais e imaginários, eles lutam, a sua maneira, para transpô-los. Será que conseguem? Só lendo para saber e se encantar!!

“Se vivêssemos mil vidas, Carter me encontraria em todas” (Erin).

Apesar de girar em torno do romance entre Carter e Erin, Aline já traz de forma magnífica um pouco da personalidade do Zane e Yan, personagens que ganharão seus próprios livros em seguida (e pelos quais espero ansiosamente). É marcado também, de forma tão encantadora pelo real significado da amizade, seja entre os integrantes da banda, de forma tão fiel e protetora, que antes de serem parceiros na música, são parceiros na vida. Isso acontece também com Luna e Erin, que apesar das agruras as quais foram submetidas, como forma que o destino usou para testar essa amizade, conseguiram manter essa amizade.

O livro é carnal, intenso, mas acima de tudo, muito, muito romântico. A paixão e o amor entre Carter e Erin são dotados de uma possessividade na medida certa, carregado de uma aura de proteção apaixonante, o que não nos permite autocontrole em ceder ao encantamento deste casal, despertando em nós uma miríade de emoções. Eles se conectaram de tal maneira, que foram invadidos por um sentimento que os confundiu tamanha a intensidade, provocando uma imersão tão profunda na necessidade de pertencer um ao outro.

É um livro definitivamente marcante, tão bem escrito que nos transporta nessa intensa viagem, permitindo visualizarmos cada cena, sentir cada sentimento dos personagens, observar suas expressões como figurantes na história. Entrei tão densamente na trama, que parecia fazer parte de um filme, só que descrito com palavras, formando imagens mentais tão reais, que até assusta.

O fato de ser escrito com o ponto de vista de cada personagem faz com que você se prenda ainda mais a história, e consiga compreender e decifrar os sentimentos, os medos, as emoções de cada um.

Na minha opinião, este livro mesmo sendo um romance, gênero tão difundido no meio literário, com tantos títulos já publicados, torna-se único, cheio de particularidades, carregado de vivências que ainda não havia experienciado nas minhas leituras. Isso é mais uma prova da capacidade criativa da Aline.


Preciso fazer um adendo aqui para comentar sobre o Epílogo deste livro, sem sombra de dúvidas, um dos melhores que eu já li. Ao longo do livro, sorri, me emocionei, segurei fortemente as lágrimas, que não resistiram ao epílogo, não tive forças suficientes para contê-las, chorei feito criança. Esse trecho reforçou todo o meu encantamento pelo Carter, pois resumiu em um capítulo, o amor descrito em todo o livro, traduzindo a plenitude do verdadeiro amor.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Blake!!!

Quem ainda não conhece o Blake, está perdendo tempo!! Corre e adquire o livro Pecaminoso, da Gisele Souza!! Intenso é pouco para descrever esse livro!! Tem resenha dele aqui no blog!!


Tarde de Autógrafos - Aline Sant'Ana

Pessoal, nossa linda Aline Sant'Ana estará no Rio de Janeiro para uma tarde de autógrafos!
Além de termos o prazer de conhecer pessoalmente essa linda escritora, ainda é possível ganhar brindes! Os 15 primeiros leitores a chegar serão presenteados com lindos Kits do livro 7 Dias Com Você! 

Editora Charme arrasando no evento, nossa linda autora merece!
Data: 13/03/2016
Horário: 15:00 hora
Local: Saraiva do Shopping Rio Sul - Rio de Janeiro!
Mais informações é só clicar no link do facebook!




https://www.facebook.com/events/962900607129966/

quarta-feira, 2 de março de 2016

7 Dias com Você - Aline Sant'Ana - Editora Charme


"Eu não sou bom conversando... eu sou aquele que age e cria músicas."
Livro: 7 Dias Com Você, de Aline Sant' Ana

Venha participar deste cruzeiro: http://loja.editoracharme.com.br/

Imagem: @jwcarol (Publicação extraída da página do Facebook da Editora Charme)











Pessoal, esse livro é tudo de lindo!! E o Carter maravilhoso!!! Olha essa passagem dele, ele é aquele que toca nossas almas através da música. Essa é a leitura do momento!! Super recomendamos 7 Dias com Você, da Aline Sant Ana, publicado pela Editora Charme!!!
Disponível nas livrarias e online! Um grande sucesso!




terça-feira, 1 de março de 2016


Gente, saiu a lista de Blogs parceiros da Editora Charme para 2016!!! E o Impressão do Leitor foi selecionado!!! Estamos muito felizes!! Esperamos fazer jus a essa parceria!!